Categorias
Uncategorized

7 cuidados necessários na instalação de um sistema de ar comprimido

Inovação em ar comprimido

7 cuidados necessários na instalação de um sistema de ar comprimido

O ar comprimido nada mais é do que o ar atmosférico pressurizado por um equipamento mecânico (purificador), comumente estocado em botijões, galões, cilindros e reservatórios, e transportado por tubulações de aço inox, alumínio, aço galvanizado, PPR e outros sendo uma fonte de energia para a realização de trabalhos diversos nas industrias em geral, mineração, construção e outros.

Ele está comumente presente em nosso cotidiano, desde o enchimento de um balão de festa, até o do pneu de um automóvel. Ou seja, o ar comprimido nada mais é do que um armazenador de energia, graças à sua pressão acima da pressão atmosférica, que ainda pode ser elevada através do aquecimento do ar, logo após sua compressão ou imediatamente antes de seu uso.

O que devemos saber?

Exatamente por dependermos dos serviços do ar comprimido para uma ou mais situações do nosso dia a dia, até pelo fato de sua importância ficar apenas atrás do trio água, eletricidade e gás, devemos nos atentar em alguns fatores quando o assunto é sua instalação.

Vamos tomar como exemplo, 7 cuidados essenciais no processo de instalação de um compressor de ar.

1. Sua localização

O cuidado inaugural a ser tomado na instalação do purificador de ar é a sua localização. É imprescindível verificar se a área é bem coberta, ventilada, livre de umidade e qualquer tipo de poeira.

Dependendo do modelo do equipamento, não é recomendável que o procedimento seja realizado próximo aos clientes ou funcionários do local. Também não é aconselhável o revestimento com azulejos, e sim, que seja realizado com isolamento acústico. Também não é recomendável a instalação em ambientes acima de 40˚C.

2. Sua posição

Aconselhável um afastamento mínimo de 100 centímetros em relação às paredes e 250 em relação ao teto, para a garantia de ventilação adequada, o que resultará em uma facilidade maior de manutenção preventiva posteriormente.

É importante evitar alguns locais específicos, que dificultem o acesso, como sótãos e sacadas ou locais semelhantes que possam trazer riscos ao profissional que irá realizar os consertos e manutenções necessárias no compressor.

3. A qualidade

Para a certificação de qualidade do ar comprimido em áreas onde necessitam isenção de poeira ou demais impurezas do ar, é necessária a instalação próxima ao purificador, distribuindo fatores como drenos na tubulação, filtros coalescentes de acordo com o desígnio do ar, secadores, resfriadores de ar, entre outros.

4. A conexão

Para conectar o purificador até a rede de ar, é ideal que seja através de um mangote adaptável ou uma mangueira de borracha, para que não sejam transmitidos ao reservatório de ar, fatores como peso, instabilidade, avolumamento térmico ou choques. Essa etapa é imprescindível e de extrema importância para evitar danos ao sistema de ar comprimido.

5. Amortecedores de vibração

É onde os purificadores de ar serão contidos. A dimensão deve ser bem distribuída em relação ao purificadores, considerando seu tamanho, peso e vibração. O conjunto antivibrante possibilita a nivelação da máquina, evitando a falta de lubrificação de suas peças, para que ele consiga um melhor desempenho.

6. Elétrica

A parte elétrica é outro tópico importante e indispensável. É importante que o cliente tenha plena certeza das condições da rede elétrica e para isso, é recomendável a consulta de um técnico e a certificação de que esteja dentro da norma “NBR 5410 – Instalações Elétricas de Baixa Tensão”, para possibilitar que o serviço possa ser realizado com segurança.

A tensão do purificador deve ser compatível com a tensão do local e os cabos de alimentação devem estar nos conformes da potência do motor do purificador. A tensão da rede e a distância da fonte de energia também devem estar de acordo.

7. Checkup geral

É muito importante verificar mais de uma vez se todas as informações dos tópicos anteriores estão de acordo e que não proporcionem nenhum risco à segurança, bem como a certificação da qualidade e compatibilidade de todos os fatores citados. Se tudo estiver nos conformes, a instalação pode ser realizada com sucesso.

Ainda tem dúvidas em relação aos procedimentos? Confira aqui os riscos relacionados às ligações de ar comprimido.

Conheça os nossos produtos e contrate os nossos serviços.

Entre em contato através do nosso número de telefone e não deixe de acompanhar nossas dicas e informações, em nosso site e também nas redes sociais.

Categorias
Uncategorized

Queda de pressão do purificador de ar comprimido

Inovação em ar comprimido

Queda de pressão do secador de ar comprimido

Seu sistema de ar comprimido está enviando constantemente o produto para suas instalações, mas está funcionando da melhor maneira possível?

Se o seu purificador de ar estiver operando acima do PSI necessário para operar sua instalação (por exemplo – 90 PSI é suficiente para suas necessidades, mas você precisará operar a 130 PSI para conseguir isso), poderá estar experimentando uma queda de pressão.

Agora você precisa descobrir onde seu sistema está comprometido. Por onde você começa?

Considere sua tubulação. É o tamanho certo? Se seus tubos forem muito pequenos, poderá restringir o fluxo de ar necessário.

Verifique a configuração dos seus tubos. Existem becos sem saída? Tubo em excesso para a distância entre o compressor e a área de uso?

Os componentes do seu secador de ar comprimido têm o tamanho correto? Um purificador de tamanho menor ou um sistema de filtro restringem o fluxo de ar para suas instalações.

Verifique seus acopladores e procure por vazamentos. Mesmo o menor dos vazamentos pode causar uma queda significativa na pressão ao longo do tempo.

Esses quatro itens são apenas o começo da sua lista de verificação, se você estiver enfrentando uma queda de pressão. Encontrar a causa da queda é fundamental não apenas no momento, mas no final das contas vai custar-lhe dinheiro. Você estará pagando por um maior consumo de energia do que o seu sistema normalmente exige para operar.

Como mencionado acima, não é necessário um grande mau funcionamento para prejudicar seus resultados. Apenas 2 PSI de sobre pressurização podem custar milhares de dólares por ano.

Nossos técnicos são especialistas e oferecemos inspeções e podemos identificar vazamentos mesmo nos locais mais difíceis de encontrar. Ligue para (16) 3628-5574 e verifique se você não sofre com queda de pressão.